Paisagem

2020

Paisagem | Julia Esquerdo | 2020

Detalhes

Videoarte, 1:16

Materiais: Atadura

Exibição em looping em televisão vertical, 45,7 cm X 50 cm

Video art, 1:16

Materials: Bandage

Looping display on vertical television, 45.7 cm X 50 cm

A arte aborda uma forma de definir o conceito de paisagem, que cruza várias definições em relação ao ambiente tóxico que vivemos. Para a artista, as dificuldades enfrentadas pelo perfeccionismo e pela insistência da sociedade em nos definir em padrões cria para nós essa casca impenetrável, o qual sob essa camada está nosso ser, que clama por liberdade.

 

The art approaches a way of defining the concept of landscape, which crosses several definitions in relation to the toxic environment in which we live. For the artist, the difficulties faced by perfectionism and society's insistence on defining standards create for us this impenetrable shell, which under this layer is our being, which cries out for freedom.

Educaon
175178863_775719589814863_3307357673632800876_n
press to zoom
176177202_124360989742884_7004694185978403052_n
press to zoom
175380197_1665959473588558_5187588836351021229_n
press to zoom
175986932_906946816705316_6308885269741175351_n
press to zoom
1/1

Realização da Plataforma Prof Dez, Entre os palestrantes do terceiro dia do II Congresso EducaOn (28 de abril de 2021, 19h-22h) estava Dr. Abelardo Bastos, que pediu autorização da artista para utilizar a obra em sua analogia sobre saúde mental, debilitada durante todo o período pandêmico. Uma análise foi feita pelo mesmo, sobre o formato do vírus e os espetos dos alfinetes, assim como a agonia mostrada pela artista na fotografia com o desespero que assola a população na pandemia. Para assistir, clique aqui.

Among the speakers on the third day of the II EducaOn Congress (April 28, 2021, 19:00-22:00) was Dr. Abelardo Bastos, who asked the artist's permission to use the work in his analogy on mental health, debilitated throughout the pandemic period. An analysis was made by him, on the shape of the virus and the skewers of the pins, as well as the agony shown by the artist in the photograph with the despair that devastates the population in the pandemic. To watch, click here.

Apresentação da obra no II Congresso da EducaOn

Plataforma Prof Dez

o canal EducaOn tem como objetivo unir escolas, educadores, famílias, alunos (...) em prol da educação, com conteúdos de passados por especialistas. São feitas lives, entrevistas e palestras.

Execution of the Plataforma Prof Dez, the EducaOn channel aims to unite schools, educators, families, students (...) in favor of education, with content from the past by specialists. Lives, interviews and lectures are made.

Apresentação da obra no instagram do Escuta Teu Corpo

A obra também foi postada em 8 de julho de 2021 no canal @escuta.teucorpo gerenciado por Priscila Schnorr, terapeuta holística de Santa Catarina. Ela referia seu texto em anexo ao trabalho da artista a uma pártica que envolve esse movimento de por a cabeça para cima e abrir a boca. Durante o texto, ela menciona a angústia transmitida no trabalho como uma nova analogia ao que seria essa paisagem de sufoco:

"Boca resseca, vontade de parar.
Tá desconfortável, deve estar errado.
Errado foi o grito que te fizeram engolir. O choro que te calaram.
Todo adulto se estressa quando uma criança por perto começa a chorar.
Logo faz de tudo pra calar o choro: tenta dar comida, manda ficar quietinha, implora pra Deus pra que a criança pare de fazer fiasco.
E o teu choro ali, engasgou.
Sinto muito. Por todas nós.
Bola pra frente desengasgar esse canal de comunicação do teu coração com o mundo exterior.
Limpa. Destrava. Permite. Confia. Entrega."

Para acessar o post, clique aqui.

The work was also posted on July 8, 2021 on the channel @escuta.teucorpo managed by Priscila Schnorr, holistic therapist from Santa Catarina. She referred her text attached to the artist's work to a practice that involves this movement of putting your head up and opening your mouth. During the text, she mentions the anguish transmitted in the work as a new analogy to what this suffocation landscape would be:

 

"Mouth dry, desire to stop.

It's uncomfortable, it must be wrong.

Wrong was the scream that made you swallow. The crying that shut you up.

Every adult gets stressed when a child nearby starts to cry.

Then he does everything to stop the crying: he tries to give food, tells him to be quiet, begs God for a child to stop tarntums.

And your crying there, choked.

I am really sorry. For all of us.

Go ahead, choke off this channel of communication between your heart and the outside world.

Clean. Unlocks. Allows. Trust. Delivery."

 

To access the post, click here.